Conheça os benefícios do botox na Odontologia

457 visualizações

A toxina botulínica, conhecida popularmente como botox, tem ganhado cada vez mais espaço nos consultórios dentários. A substância tem sido utilizada para tratar diversos problemas bucais como bruxismo, sorriso gengival, distonia, disfunções da ATM, sialorreia, entre outros.  Os pacientes que buscam uma solução eficaz e imediata para melhorar sua condição bucal, sem necessidade de realizar cirurgia de remodelamento gengival ou cirurgia de impacto ósseo, podem recorrer ao botox.

Com um grau de satisfação elevadíssimo, o uso do botox se torna um tratamento muito seguro sem comprometer nenhuma das funções mastigatórias e com recomendações terapêuticas do Conselho Federal de Odontologia. Confira abaixo, os principais tipos de problemas bucais em que a aplicação da substância é recomendada e eficaz:

Bruxismo – É uma desordem funcional caracterizada pelo ranger ou apertar dos dentes, principalmente durante o sono. Um dos sintomas mais comuns é a mandíbula dolorida e dor de cabeça ao acordar.

Sorriso gengival – É a desproporção entre o tamanho da gengiva e o do dente, fazendo com que a gengiva pareça maior. A condição não chega a prejudicar a saúde do paciente, possuindo apenas efeitos estéticos.

Distonia - Condição que provoca espasmos localizados na região inferior da face (boca, língua e mandíbula), causando dificuldade na abertura ou fechamento da boca, no mastigar, no engolir e na articulação das palavras.

Disfunções da ATM – é a articulação que liga o maxilar ao crânio. Os sintomas mais comuns de problemas na região é a sensação de que a mandíbula está “saltando para fora”, estalando ou até travando.

Sialorreia - Ocorre quando há produção excessiva de saliva. Pessoas com essa condição têm risco elevado de inalar a saliva, alimentos ou fluidos para os pulmões.

O custo do tratamento odontológico com botox varia conforme a quantidade de doses aplicadas e o uso é temporário, ou seja, não existe botox definitivo. Após um período de três a seis meses há necessidade de reaplicação. Existem algumas contraindicações para o uso da substância. Pacientes gestantes ou que estejam amamentando não podem utilizar. Pessoas que têm alergia à toxina botulínica, lactose e albumina também devem evitá-la. Ainda há restrições para pessoas que possuem doenças musculares, neurodegenarativas, autoimunes ou que estejam fazendo uso simultâneo de antibiótico.

Entre em contato:
E-mail: contato@trmxodontologia.com.br
Telefone: (47) 3057-8107
WhatsApp: (47) 99721-6488

Redatora: Raquel Gentil Andrade